O governador Mauro Carlesse assinou, no  sábado (17), a ordem de serviço para retorno das obras da Escola de Tempo Integral de Araguatins, no Bico do Papagaio. A construção começou em 2013, mas foi paralisada várias vezes ao longo dos anos.

“Hoje nós assinamos a ordem de serviço dessa unidade de ensino, mas temos feito um trabalho intenso para que nenhuma obra fique parada. Estamos cuidando de obras da saúde, da educação e de vários outros setores, que estavam paradas, e fazendo assim, sabemos que estamos cuidando da população, que terão acessos a espaços e serviços de qualidade”, disse o governador.

Ao todo, o Tocantins tem a previsão de construção de mais seis unidades de ensino, no modelo da Escola Estadual Professora Elizângela Glória Cardoso, que já está em funcionamento.

“Todas essas seis escolas de tempo integral, que tiveram o contrato assinado em 2013 e estavam com as obras paralisadas, já foram retomadas ou estão em processo de licitação, para que possamos entregar todos esses espaços para a população”, ressaltou a secretária da Educação, Adriana Aguiar.

Em fevereiro deste ano, foram retomadas as obras da unidade de ensino que está sendo construída no setor Maracanã, em Araguaína. Já nos próximos dias, será assinada a ordem de serviço para retomada das obras em Paraíso do Tocantins e da unidade II de Palmas.

Está aberto o processo licitatório para a obra da Escola de Tempo Integral (ETI) de Pedro Afonso. Já para a obra do setor Nova Araguaína, em Araguaína, foi feito inventariamento para atualização das planilhas de custo e, nos próximos dias, será aberto o processo licitatório.

De acordo com a diretora regional de Educação de Araguatins, Maria Nunes, a assinatura da ordem de serviço marca uma nova fase na história do município. “A retomada dessa obra era muito esperada pela comunidade. A conclusão da estrutura vai proporcionar muitas melhorias no processo de ensino e aprendizagem. É um espaço que proporciona o ensino diversificado. Esse momento é um marco, rompemos a expectativa e entramos na realização desse sonho da comunidade”, pontuou.

Beneficiários

A dona de casa Clivia Leal e o eletricista Janatiel Oliveira Sousa têm dois filhos e moram a menos de 500 metros da unidade de ensino. Eles acompanham a construção da escola de Araguatins desde o início e estão cheios de expectativas com o retorno das obras.

“Quando as obras iniciaram pela primeira vez, a comunidade toda se animou, mas as obras pararam e a gente ficou com medo de que tudo fosse destruído. Agora que vai retomar, o meu coração se enche de alegria. Fico feliz porque será um lugar onde meus filhos poderão estudar, mas também porque é um presente para toda a nossa comunidade”, pontuou Clivia Leal.

Já o eletricista Janatiel destacou que, mais do que um sonho, a conclusão das obras da escola é uma necessidade dos moradores. “Nós temos dois bairros aqui perto, o Novo Madalena e o Vila Miranda, que cresceram muito nos últimos anos e tem muitos alunos para estudarem aqui. Vai facilitar demais o deslocamento dos estudantes, sem contar que parece ser uma escola muito bonita”, ressaltou.

Obras

A unidade de ensino possuirá capacidade para atender 1.500 estudantes. A Escola contará com uma área total de 9.632,93 m² de construção, num investimento total de aproximadamente R$ 10, 7 milhões, oriundos de convênio com o Governo Federal, com contrapartida do Estado.

A estrutura da nova unidade de ensino contará com uma biblioteca, área administrativa, 21 salas de aula, sala de música, sala multiuso, seis laboratórios, cozinha industrial, quadra coberta, duas quadras poliesportivas com arquibancadas e palco, piscina com seis raias semi olímpicas e com arquibancada, entre outros espaços.