O governador do Tocantins, Mauro Carlesse (PSL), anunciou na noite da terça-feira (20) que vai decretar ponto facultativo para os servidores públicos estaduais nos próximos dias 22 e 23 de abril. Considerando que esta quarta-feira (21) é feriado nacional pelo Dia de Tiradentes e que os servidores de áreas não essenciais já não trabalham nos fins de semana, os funcionários do Poder Executivo terão cinco dias de feriado prolongado.

A medida, como é praxe em casos do tipo, não se aplica aos serviços essenciais, como saúde ou segurança pública, por exemplo.

Para justificar a determinação, o governador citou altos números de novos casos de coronavírus. “Precisamos controlar a circulação de pessoas nas ruas e para isso nós estamos colocando em prática mais essa medida que visa conter o coronavírus. Pedimos que as pessoas que puderem fiquem em casa e se protejam”, disse Carlesse.

“Essa doença é grave, os hospitais estão com muitos pacientes internados e o nosso país tem registrado um grande número de mortos por causa desse vírus. Vamos nos proteger e proteger também quem a gente gosta”, completou.

Durante o mês de março, prefeituras da região sudeste, incluindo a do Rio de Janeiro, tentaram estratégias semelhantes para conter o avanço da doença. O próprio Carlesse tinha proposto aos prefeitos do Tocantins a decretação de pontos facultativos por 14 dias, mas teve que desistir da proposta porque não houve adesão.

Atualmente a taxa de ocupação das UTIs no Tocantins está em 94%. Apenas nesta terça-feira, o boletim epidemiológico registrou quase mil novos casos de contaminações por Covid-19 no estado, o número de mortos passa de 2,3 mil.

Por  G1 Tocantins.