O Governo do Tocantins decidiu prorrogar novamente o decreto que suspender aulas presenciais em escolas e universidades no Tocantins. O texto perderia a validade na segunda-feira (31), mas agora foi estendido até o dia 30 de setembro. A proibição se aplica aos estabelecimentos públicos e privados.

Apesar da decisão sobre as escolas das redes municipais caber às prefeituras, o governo recomendou que elas também mantenham as atividades presenciais suspensas.

A jornada reduzida dos servidores públicos estaduais também foi prorrogada pelo mesmo prazo. As medidas foram determinadas pelo governador Mauro Carlesse (DEM) em março. O atendimento nas repartições públicas está fixado entre 8h e 14h, mas cada gestor pode fazer adaptações para as necessidades de cada pasta. Os serviços essenciais não entram na medida.

A decisão do Governador não se aplica às unidades do É Pra Já, que cumprem a jornada de trabalho em turnos, de segunda a sexta-feira, das 7 às 13 horas e das 13 às 19 horas, e ainda aos sábados, das 8 às 12 horas. Os servidores dos grupos de risco continuam em regime de teletrabalho.

A prorrogação do decreto será publicada no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira.

As informações são do G1 Tocantins.