Wellington de Souza Frenkel, de 35 anos, foi encontrado morto no último final de semana em Berlim, na Alemanha. Ele é natural de Gurupi e morava há oito anos no exterior, onde trabalhava e estudava publicidade em uma universidade alemã.

A família do gurupiense está em busca de ajuda para conseguir informações sobre o caso e trazer seu corpo de volta ao país natal. O custo para transportar o corpo dele de Berlim para Gurupi custa cerca de R$ 100 mil.

“(Ele) nunca deu trabalho para a gente nem nada, e foi atrás em busca do sonho dele de estudar e ele conseguiu”, revelou Maura Célia Alves de Souza, tia de Wellington.

Ela afirma que teme que o sobrinho seja enterrado como indigente na Alemanha. A família não sabe se a polícia local investiga um possível crime e a única informação é de que o corpo será analisado pelo IML local nos próximos dias.

Um primo de Wellington que vive no estado do Pará tentou contatar o consulado brasileiro em Berlim, mas não foi atendido. “Não tivemos resposta, e agora estamos pedindo ajuda às autoridades”, disse Fabrício Alves à TV Anhanguera, afiliada da TV Globo. “Estamos sofrendo muito, a mãe dele não come há dias”, desabafou o rapaz.

As informações são do Portal UOL.