O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, informou na que levou ao presidente Jair Bolsonaro o nome do atual diretor-adjunto da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Frank Márcio de Oliveira, para ser o novo diretor-geral do órgão. Ele foi indicado para substituir Alexandre Ramagem, nomeado para assumir o comando da Polícia Federal.

Agora, Oliveira tem que passar por uma sabatina na Comissão de Relações Exteriores (CRE) do Senado para assumir o cargo.

“[Frank] É oficial de inteligência, com mais de 20 anos de carreira e ampla experiência na atividade. Tenho convicção de que a Agência seguirá em boas mãos”, escreveu Heleno no Twitter.

O ministro também agradeceu a Ramagem, que tomou posse em julho do ano passado, pelo “excelente trabalho” na chefia da Abin.

Segundo Heleno, o ex-diretor-geral da agência conseguiu “uma saudável aproximação com a Polícia Federal e incentivou uma inteligência mais ágil, como exige a era digital”. “Cumpriu cabalmente sua missão, em um ótimo ambiente de trabalho”, comentou.