As  ações integradas de fiscalização, combate e monitoramento aos incêndios florestais no Tocantins passam a ter o apoio de um helicóptero do Ibama. A aeronave ficará baseada na sede do 1º Batalhão de Bombeiros Militares, na antiga Avenida do Aeroporto, em Palmas. Segundo a Defesa Civil Estadual, que encabeça os trabalhos, o plano é fazer vôos diários, inicialmente, na região central do estado.

O tenente-coronel Erisvaldo Alves, coordenador-adjunto da Defesa Civil Estadual, ressaltou a participação do aparelho nas ações integradas, onde já tem o helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e um avião do Naturatins. Participam também das atividades integradas, o Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), Guarda Metropolitana de Palmas e Fundação Municipal de Meio Ambiente.

“É muito válido. A gente sabe que esse modelo de aeronave tem uma grande agilidade, podendo sobrevoar áreas onde, muitas vezes, um avião não consegue. E ele ainda tem a capacidade de colocar combatentes em locais de difícil acesso durante uma ação emergencial”, afirmou Alves.

O helicóptero fez sua última operação em Lagoa da Confusão, e tem capacidade para sete lugares, sendo três tripulantes. Outra vantagem do modelo, é que ele também possui helibalde, o compartimento que vai pendurado na parte de baixo, levando água para o combate às queimadas.