Um homem, de 46 anos, foi preso pela segunda vez, em um intervalo de 30 dias, no Tocantins. Os dois flagrantes foram registrados pela Polícia Rodoviária Federal. A primeira prisão ocorreu por suspeita de receptação e a segunda, por furto de veículo, na quarta-feira (7)..

De acordo com a PRF, no dia 7 de setembro, o homem conduzia um carro, ano 2000, na BR-226, quando foi abordado pelos policiais. Durante a fiscalização, constatou que o veículo tinha sido roubado no dia 15 de agosto deste ano, em Gurupi.

Durante a abordagem, o homem também se identificou como outra pessoa, mas os policiais encontraram um documento pessoal e sua identidade foi descoberta. Na época, ele foi detido por receptação de veículo e por falsa identidade.

O segundo flagrante ocorreu nesta quarta-feira, exatamente 30 dias depois. A PRF abordou um veículo, ano 2005, na rodovia federal em Guaraí. Os policiais solicitaram os documentos pessoais do condutor e do veículo, mas o homem disse que não possuía.

Ao fazer a consulta, a PRF identificou um registro de furto, ocorrido no dia 2 deste mês de outubro, em Aguiarnópolis, norte do Tocantins. No dia do crime, o dono do carro ligou para a polícia no número de emergência 191, para registrar a ocorrência. A vítima também foi orientada a registrar boletim de ocorrência na Polícia Civil.

Questionado, o homem disse que havia comprado o automóvel por R$ 5 mil, no dia 2, mesmo dia do furto e na mesma cidade onde o crime ocorreu. Informou que não conhecia o proprietário e que teria o prazo de 30 dias para pagar.

Para confirmar a situação, a equipe da PRF conseguiu entrar em contato com o proprietário do veículo e ele reconheceu o homem como o responsável pelo crime de furto. O suspeito foi preso e levado para a delegacia de Polícia Civil em Guaraí.

As informações são do  G1 Tocantins.