Um levantamento divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde do Tocantins mostra o efeito da vacinação contra Covid-19 nos números de internações de pacientes idosos em leitos de Unidade de Terapia Intensiva. O estado informou que o total de pacientes com 80 anos ou mais internados em UTIs públicas caiu pela metade após o início da campanha de imunização.

No Tocantins, as primeiras doses em idosos foram aplicadas a partir do dia 11 de fevereiro. A campanha de vacinação no estado começou com os profissionais da saúde em 18 de janeiro.

A SES divulgou os dados para os três primeiros meses de 2021. Em janeiro, quando ainda não havia vacina disponível, o estado teve 47 pacientes desta faixa etária internados em UTIs. Em fevereiro, ainda com a imunização de idosos a passos lentos, foram 80 internações. Em março, após a campanha acelerar e o número de pessoas que receberam ao menos uma dose aumentar, o total de internações foi para 38. Em termos percentuais, a queda é de 52,5%.

“Os números mais uma vez apontam para a eficácia da vacinação. Mês passado analisamos os números de óbitos entre este público e constatamos a redução. Agora esta queda na internação, que nos deixa otimistas”, disse o secretário da saúde, Edgar Tollini.

A analise anterior a que ele se refere foi feita entre os dias 18 de janeiro e 14 de março. O levantamento indicou que no período o Tocantins registrou 108 mortes entre pessoas acima de 80 anos, sendo que 91 ainda não tinham sido imunizados. Dentre os que receberam a primeira dose foram registrados 17 mortes. Ninguém que tivesse recebido as duas doses morreu no período analisado.

Segundo os dados atualizados às 17h02 desta terça-feira (6) no portal Vacinômetro, o Tocantins já aplicou 39.174 doses de vacinas em pessoas com mais de 80 anos. Atualmente, em alguns municípios, há doses sendo aplicadas em pessoas de até 66 anos, além dos demais públicos prioritários da campanha.

Outros públicos

Mesmo assim, ainda há motivo para preocupação. Os próprios dados divulgado pela SES mostram que houve um salto nas internações entre os públicos que ainda não começaram a ser vacinados. Para pessoas entre 50 e 59 anos, por exemplo, o total de internações pulou de 14 em fevereiro para 73 em março.

Já o público entre 60 e 69 também teve grande aumento, subindo de 35 internações em fevereiro para 78 em março, sendo a faixa etária que mais precisou de leitos de UTI ao longo do mês.

Por G1 Tocantins