Uma pesquisa desenvolvida na Unicamp, no interior de São Paulo, descobriu que o consumo da jabuticaba e do jambo-vermelho traz benefícios à memória, além das frutas terem compostos que previnem doenças ligadas à obesidade. Segundo o Jornal da Unicamp, a pesquisa rendeu cinco artigos científicos.

A nutricionista Ângela Giovana Batista registrou em seus experimentos que a casca da jabuticaba e a polpa do jambo-vermelho – fruta comum em locais quentes, mas pouco consumida fora das regiões Norte e Nordeste – ajudam a diminuir a massa corporal gorda, além de aumentar a defesa antioxidante, que ajuda a prevenir o diabetes tipo 2.

Em outro experimento da pesquisadora, animais foram avaliados em uma piscina, treinados para encontrar uma plataforma em um lugar específico. Ao retirar o objeto do lugar, os animais que tiveram a dieta suplementada pelas frutas seguiram nadando na região da plataforma, enquanto os que não comeram a fruta nadaram sem rumo definido, mostrando uma memória mais curta.

Ângela notou que o consumo regular das frutas evitava a produção de uma proteína, conhecida como tau, que prejudica a formação de ligações entre as células do cérebro, as chamadas sinapses. A cientista alertou, porém, que o efeito das frutas é preventivo, e não curativo.

A pesquisadora espera que a descoberta leve ao desenvolvimento de produtos utilizando as frutas, como chás e barras de cereais, além de sucos, sorvetes e farinhas.

(Com informações do Jornal da Unicamp)