Um jovem de 22 anos morreu após reagir à prisão que seria efetuada pela Polícia Civil em Divinópolis, na região oeste do Tocantins. Ele não teve o nome revelado pelas autoridades.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que o jovem é suspeito de praticar diversos crimes e era investigado em razão de ser uma das principais lideranças do estado de uma facção criminosa com atuação em território nacional.

A ação para cumprir o mandado de prisão foi realizada por volta das 11h da manhã, quando os agentes chegaram até a residência que servia de apoio para o investigado.

No local, segundo a polícia, ele reagiu ao receber voz de prisão e efetuou disparos contra os agentes, que revidaram. O jovem foi atingido e, mesmo após ser socorrido para o hospital, foi a óbito.

Outro jovem de 26 anos que também estava com mandado de prisão em aberto foi preso no local da ocorrência por tráfico de drogas, uma vez que foram encontradas várias porções de entorpecentes na casa, além de uma arma de fogo, a que foi utilizada pelo suspeito morto durante o confronto.

Segundo a polícia, o imóvel estava sendo utilizado pelos envolvidos para comercialização de drogas e servia como base de apoio para demais integrantes da facção criminosa.

O suspeito preso, as porções de drogas e demais objetos apreendidos foram levados para a 9ª Central de Atendimento da Polícia Civil em Paraíso, onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante por tráfico de drogas.

Após a realização das providências legais cabíveis, ele foi recolhido na Casa de Prisão Provisória local.