O Corpo de Bombeiros encontrou na segunda-feira, 15, o corpo de Evandro Sousa dos Santos, de 26 anos, desaparecido no rio Araguaia na noite de sábado, 13, após uma embarcação de pequeno porte, que estava com sete pessoas a bordo, naufragar em Araguanã, a cerca de 100 km de Araguaína, onde a vítima morava.

Conforme informações dos bombeiros, o grupo fazia a travessia do Rio Araguaia em direção a uma ilha, mas cerca de 150 metros após o início da viagem o barco afundou. Ninguém usava colete salva-vidas. Seis dos ocupantes conseguiram voltar para a margem do rio, mas Evandro se afogou e perdeu a vida.

Os bombeiros militares foram acionados e iniciaram as buscas pelo corpo nas primeiras horas do domingo, 14. O reforço para a execução das ações ocorreu no início da tarde, com a chegada de integrantes da Companhia Independente de Busca e Salvamento (CIBS).

Com o reforço, as equipes de bombeiros militares realizaram também ações visuais embarcadas, encontrando o corpo de Evandro a cerca de um quilômetro de Xambioá, que fica a 26 quilômetros de distância do local onde se afogou. As buscas duraram horas e se terminaram com o corpo sendo entregue ao Instituto Médico Legal.

Dados

Em janeiro deste ano, cinco pessoas morreram afogadas nos rios do Tocantins. O número é menor que em janeiro de 2020, que teve sete vítimas.

Ao todo, em 2020, foram 73 vítimas no estado. E segundo a gerência de Monitoramento da Defesa Civil Estadual, 29% das pessoas afogadas ano passado, estavam nas embarcações.

O índice nacional para esse tipo de ocorrência foi de 1,2%, ou seja, o Tocantins está com os números 24 vezes maiores.