A Polícia Civil informou que o acusado de ser o mandante do assassinato de Elvisley Costa de Lima, morto a tiros em um estacionamento em janeiro deste ano, teve a prisão preventiva decretada e está foragido. O nome do suspeito é Bruno Teixeira da Cunha. Ele chegou a ter a prisão temporária decretada em fevereiro, mas a ordem foi revogada antes mesmo de ser cumprida e ele respondia ao processo em liberdade.

A Delegacia de Homicídios disse que informou ao advogado de Bruno Teixeira sobre a ordem de prisão contra ele. Segundo a polícia, a resposta do advogado foi de que ele teria que tomar conhecimento dos autos antes de decidir se o cliente se apresentaria ou não. O G1 ainda não conseguiu contato com a defesa de Bruno Teixeira da Cunha.

O acusado de ser o executor do crime, Gilberto de Carvalho Limoeiro Parente Júnior, está preso. Ele foi detido pela Polícia Rodoviária Federal em Goiás no mês de julho, após vários meses foragido.

A DHPP disse que esteve em endereços ligados a Bruno Teixeira na terça-feira (1º), mas não conseguiu localizá-lo. Ainda não foi divulgada qual pode ter sido a motivação do crime. Bruno Teixeira estava junto com Elvisley no momento do crime. Ele é o homem que aparece em imagens de câmeras de segurança saindo da caminhonete e caindo no chão logo após os disparos.

As informações são do  G1 Tocantins.