A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu à Justiça de Santa Catarina que seja realizada em formato virtual uma audiência de conciliação com o empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan.

Lula processa o empresário por danos morais. No verão de 2019 e 2020, Hang patrocinou a divulgação de mensagens contra Lula em aviões que sobrevoaram o litoral de Santa Catarina. Uma das frases dizia: “Lula ladrão seu lugar é na prisão”.

O processo tramita na 2ª Vara Cível de Navegantes. Em abril, a defesa de Hang pediu que a audiência fosse feita de forma presencial.

No final de dezembro de 2019, a Justiça de Santa Catarina negou pedido para que Hang fosse proibido de custear e exibir as mensagens contra Lula nos aviões.