O governo da Região Autônoma da Madeira, em Portugal, autorizou a entrada de viajantes vacinados com qualquer tipo de imunizante contra a covid-19 em uso no mundo. Até então, países da UE (União Europeia), incluindo Portugal, liberam só aqueles que tomaram as vacinas da Pfizer/BioNTech, Moderna, AstraZeneca e Janssen.

A informação foi divulgada pelo veículo português Jornal de Notícias. O arquipélago da Madeira tem cerca de 780 km² e fica no Oceano Atlântico, 700 km a oeste da costa africana.

Segundo o jornal, o secretário de Saúde da Madeira, Pedro Ramos, disse que uma resolução adotada pelo executivo madeirense permite a entrada de viajantes com vacinas produzidas pela SinoPharm ou Sinovac (da China), Covaxin (Índia), Epivaccorona (Rússia) ou a Soberana (Cuba).

As regras mais recentes de entrada no arquipélago passaram a valer em 1º de julho. A apresentação de teste PCR negativo para covid é obrigatória para quem desembarcar nos aeroportos de Madeira e Porto Santo. A exceção é para quem comprovar a vacinação completa ou que tenha se recuperado da covid em até 180 dias.

Segundo o governo da Madeira, até o domingo (4.jul.2021) 100.000 pessoas foram vacinadas no arquipélago contra a covid. O número equivale a cerca de 40% da população.