O órgão de Proteção aos Direitos do Consumidor (Procon) encontrou variação de até 216,67% nos preços de materiais escolares vendidos papelarias de Palmas. O levantamento foi realizado nos dias 11 e 12 de janeiro de 2021, em cinco estabelecimentos.

Ao todo foram pesquisados 87 itens. Entre eles estão canetas, apontadores, borrachas, cadernos, giz de cera, lápis preto, massas de modelar, réguas, tesouras, tintas e outros. A pesquisa completa, que aponta os maiores e menores preços por estabelecimento, pode ser conferida aqui.

Conforme a pesquisa, a maior variação de preço encontrada foi de uma régua plástica com 30 centímetros. O produto da mesma marca é vendido de R$ 0,60, e R$ 1,90, uma variação de 141,21%.

O segundo item com maior variação é o estojo de giz de cera com 12 cores. Em estabelecimentos diferentes o produto da mesma marca pode ser comprado por R$ 1,99 ou 4,80.

Já a borracha de ponteira látex branca foi encontrada com 100,00% de variação. Ela está sendo comercializada pelo preço mínimo de R$ 0,20 e o máximo de R$ 0,40.

Dicas para economizar

O Procon deu algumas dicas para que pais ou responsáveis pelos alunos consigam economizar na hora da compra. O órgão lembra que alguns itens, como material de uso coletivo, não podem ser exigidos por instituições de ensino. Saiba quais.

Verifique quais produtos da lista já possui em casa, que estejam em bom estado e que possam ser reutilizados

A compra em conjunto pode facilitar as negociações

Materiais com personagens, logotipos e acessórios licenciados geralmente têm preços mais elevados

Participe da troca de livros didáticos entre alunos que cursam séries diferentes

As informações são do G1 Tocantins.