O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou nessa quinta-feira, 23, que a primeira-dama Michelle Bolsonaro se vacinou contra o novo coronavírus em Nova York.

A confirmação de Bolsonaro veio durante a realização da sua live semanal. Michelle viajou ao lado do presidente para a Assembleia-Geral das Nações Unidas (ONU).

Bolsonaro afirmou que a esposa já é “maior de idade” e “sabe o que faz”, mas revelou que para imunizar a filha mais nova do casal, Laura, de 10 anos, ele e Michelle precisarão conversar.

“Nos Estados Unidos, a minha esposa veio conversar comigo sobre tomar ou não a vacina. Dei a ela minha opinião. Não vou falar qual foi, mas ela tomou. Ela já é maior de idade, tem 39 anos, sabe o que faz. Agora, se for para vacinar a Laura, com 10 anos, vamos precisar conversar e decidir se vacina ou não”, disse o presidente.

Durante seu discurso na Assembleia-Geral das Nações Unidas, Bolsonaro criticou medidas de isolamento contra a Covid-19 e defendeu o uso de tratamentos ineficazes contra a doença.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, foi diagnosticado com novo coronavírus nesta sexta-feira, 24. Ele se vacinou contra a doença no fim de agosto e tomará a segunda dose em novembro.

Eduardo, por sua vez, esteve na comitiva de Bolsonaro na Assembleia-Geral da ONU, assim como o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que está isolado em Nova York após ter sido diagnosticado com Covid.