Após o colega o vereador Lúcio Campelo (MDB) testar positivo para Covid-19 – com a contraprova divergente -, Milton Néris (PDT) também decidiu conferir se está com a doença e neste domingo, 17, comunicou que o resultado foi negativo em exames realizado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Região Sul. Oposição à prefeita Cinthia Ribeiro (PSDB), o pedetista ainda aproveitou para critica a ocorrência de “atendimento seletivo” na rede pública porque foi atendido mesmo assintomático. “Muitos não conseguem fazer testes. Não podemos permitir que pessoas com sintomas, mesmo leves, retornem para seus lares e transmitam para outras pessoas”, escreve.

Meu teste para Covid-19, o PCR, aquele que é analisado no Lacen e rastreia material genético do vírus, deu negativo. Mesmo assintomático, após ter contato com o vereador Lúcio Campelo, que testou positivo, fiz o teste na UPA Sul, talvez por minha condição de vereador.

Com isso, ficou claro que está acontecendo atendimento seletivo nas unidades de saúde da Capital, pois muitos não conseguem fazer testes. Não podemos permitir que pessoas com sintomas, mesmo leves, retornem para seus lares e transmitam para outras pessoas.

Deve-se ampliar a testagem, ao menos a todos os sintomáticos e assintomáticos que tiveram contato com os positivos, seguindo os protocolos de testagem e o devido tratamento com medicamentos. Recursos para isso, a Prefeitura de Palmas tem. Ou a gestão aguarda mais mortes para acordar para isso? Saúde é direito constitucional de todos e dever do estado e do município.