A partir desta segunda-feira, 3 de maio, o Ministério Público do Tocantins (MPTO) retomará parcialmente suas atividades presenciais. O Ato Conjunto nº 008/2021 que prevê o retorno dos trabalhos presenciais foi assinado pelo procurador-geral de Justiça, Luciano Casaroti, e pelo corregedor-geral do MPTO, Marco Antônio Alves Bezerra.

Segundo o MPTO, a medida considera os dados epidemiológicos apresentados pelos órgãos de saúde, que revelam uma baixa na média móvel de casos confirmados de covid-19. Ainda segundo o órgão, foi identificada internamente uma redução expressiva nos índices de contaminação dos integrantes da instituição.

Com o retorno gradual, o expediente nas unidades do MPTO passa a ser telepresencial no período de 9h às 12h e presencial no período de 14h às 18h. Contudo, deve ser respeitado o limite máximo de 50% do quantitativo de seus integrantes, por sala.

Os integrantes que fazem parte dos grupos de risco devem cumprir expediente de forma remota, no período de 9h às 12h e de 14h às 18h, mantendo-se disponíveis a comparecer às unidades do MPTO, quando necessário.

Atendimento ao público

O atendimento ao público será realizado preferencialmente por meio dos canais não presenciais, disponibilizados no site mpto@mp.br, exceto em casos urgentes e prioritários, como os que envolvem processo de réu preso, infância e juventude, violência doméstica, saúde e educação.

Canais de atendimento

Ouvidoria

Disque 127

ouvidoria@mpto.mp.br

mpto.mp.br/ouvidoria

Denúncias Covid

denunciacovid@mpto.mp.br

(63) 99100-2720