Os mortos na tragédia com o avião do Palmas Futebol e Regatas foram homenageados no final da tarde da segunda-feira (25) no Centro de Treinamento do time, no Plano Diretor Sul da capital. Amigos e familiares se reuniram no local e compartilharam lembranças sobre as vítimas. Houve ainda momentos de reflexão.

Alunos da Escola de Música da Guarda Metropolitana de Palmas entoaram algumas canções e emocionaram os presentes. O Palmas providenciou ainda banners com fotos das vítimas.

A homenagem foi transmitida pelas redes sociais e torcedores de outros times brasileiros assistiram e também prestaram solidariedade ao Palmas virtualmente.

Veja o que já se sabe sobre o acidente

A solenidade foi após o enterro do presidente do time, Lucas Meira, sepultado no fim da manhã no Cemitério Jardim das Acácias. Os outros quatro jogadores do time moravam em outros estados e os corpos ainda estão sendo enviados para as cidades de origem.

O acidente causou a morte de seis pessoas. A aeronave era pilotada por Wagner Machado Júnior, que tinha mais de 30 anos de experiência em aviação, segundo um amigo próximo. Entre os integrantes do time, além de Lucas Meira também estavam a bordo o goleiro Ranule, o lateral-esquerdo Lucas Praxedes, o zagueiro Noé e o atacante Marcus Molinari. Confira o perfil de cada um deles

O acidente

A queda do avião foi logo após a decolagem, por volta das 8h30 deste domingo (24). Os relatos das testemunhas indicam que o choque com o solo foi segundos após a tentativa de levantar voo e que logo em seguida houve duas explosões.

O avião levaria os jogadores e o dirigente do Palmas para Goiânia. A equipe enfrentaria o Vila Nova, pela Copa Verde. A partida foi adiada.

Os representantes do Sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa VI) estiveram, na manhã desta segunda-feira (25), no local da queda do avião para começar a investigação do caso.

Os quatro atletas que estavam na aeronave embarcaram no avião porque testaram positivo para a Covid-19. O período de isolamento deles terminaria neste domingo (24) e por isso o time optou por enviá-los na aeronave de pequeno porte. A ideia era que eles participassem da partida da segunda-feira (25), já que estariam aptos para entrar em campo. Os outros integrantes iriam em um voo comercial no final da tarde do domingo. Com a tragédia, todas as viagens foram canceladas.

As informações são do G1 Tocantins.