Os bloqueios de rodovias em vários estados do país provocaram uma corrida aos postos de combustíveis em Araguaína e Palmas, as duas maiores cidades do Tocantins, nesta quarta-feira (8), algumas horas depois da intenção da BR-153.

Vídeos e imagens compartilhados nas redes sociais mostram enormes filas de carros e motocicletas durante a noite nas duas cidades. Os motoristas temem falta de combustíveis. Situação semelhante ocorreu em 2018, durante o governo do presidente Michel Temer, quando a greve dos caminhoneiros durou vários dias. 

Na manhã desta quinta-feira (9), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o Tocantins segue com bloqueios na BR-153 nas cidades de Araguaína, região norte, Paraíso, região central, e em Gurupi, no sul.

Conforme a PRF, a interdição é parcial e vale apenas para caminhões. Veículos de passeio, transporte de passageiros e caminhões com cargas vivas e perecíveis estão sendo liberados.

Os bloqueios começaram nesta quarta-feira em apoio ao presidente da República, Jair Bolsonaro, e contra o STF – Supremo Tribunal Federal (STF).