Moradoras de Lagoa da Confusão, município da região do Vale do Araguaia, realizaram uma manifestação na tarde desta sexta-feira (08/10) para pedir mais segurança e cobrar das autoridades providências contra um suspeito de aliciar as mulheres da cidade.

Segundo uma das organizadoras da manifestação, que pediu para não ser identificada, um homem vem rondando as casas e amedrontando as moradoras desde o ano passado, sem que as autoridades tomem providência.

A mulher relata ainda que, nos últimos 30 dias, foram pelo menos 10 casos de assédio ou de tentativa de estupro. “As mulheres da Lagoa estão aterrorizadas, estão com medo de ficar até dentro da própria casa. Só no último final de semana foram cinco casos e pelas características do suspeito, é a mesma pessoa”, disse.

Cansadas de esperar por resposta, as vítimas organizaram uma manifestação para cobrar providências. Com cartazes e Boletins de Ocorrência em mãos, as mulheres clamaram por justiça. As manifestantes também cobraram mais policiamento no município.

“Estamos com medo de ficar em nossas próprias casas, estamos com medo de deixar nossos filhos por causa de um homem que está invadindo nossas casas tentando nos estuprar, tentando nos esfaquear”, disse uma manifestante durante o protesto. “Precisamos de resposta, não é de hoje que ele vem atacando, isso já vem de um ano atrás. Já temos várias vítimas. As mulheres estão aterrorizadas. Estamos com medo”, continuou.

“Eu não posso ficar em casa mais sozinha. Ele chegou dentro da minha casa já com uma faca e colocou a mão na minha boca, mandado eu calar a boca o tempo inteiro. Aí eu segurei a faca e cortei minha mão e ele saiu correndo”, relatou uma das vítimas.