Recomendação do Ministério Público do Tocantins (MPE) expedida na segunda-feira, 14, cobra dos seis municípios do extremo norte do Estado a adoção de medidas para agilizar a vacinação contra a Covid-19. Na região, o percentual de aplicação varia entre 56,95% e 67,83% do total de doses recebidas. São acionados: Araguanã (56,95%), Cachoeirinha (62,30%), Riachinho (62,80%), Ananás (65,07%), Angico (67,30%) e Xambioá (67,83%).

Medidas recomendadas

Recomenda-se que as prefeituras apliquem as vacinas no prazo de até 10 dias após o recebimento, devendo, para tanto, adotar providências como a ampliação dos pontos e dos horários de vacinação, a realização de ações itinerantes e a organização de mutirões de vacinação nos finais de semana. Os gestores são orientados a ampliar os grupos prioritários, incluindo categorias não previstas de forma expressa no Plano de Operacionalização da Vacina, como gestantes e puérperas sem comorbidades, conselheiros tutelares, motoristas do transporte público e de aplicativos, bem como entregadores. Inclusão do público geral também é sugerido.

Alimentação de sistemas

Em contato com os secretários municipais de Saúde, as Promotorias de Justiça de Xambioá e Ananás também têm solicitado a adoção das providências necessárias para as informações relacionadas à vacinação sejam incluídas nos sistemas oficiais em tempo real, de modo que as informações disponíveis ao público e às autoridades reproduzam a realidade.