Da Redação

O governo estadual  autorizou a nomeação de 406 aprovados no concurso da Defesa Social, com provimento do sistema socioeducativo. Mas segundo o  secretário chefe da Casa Civil, Télio Leão,  deixou claro que a contratação será fracionada e a instituição irá retificar a autorização do governador.

Para deliberar sobre o assunto, ocorreu um encontro  no começo deste mês e o secretário pode esclarecer as dúvidas aos aprovados quanto a previsão a nomeação, explicando que a previsão para posse seria entre os dias  28/08 a 11/09.

Outra informação que frustrou ainda mais os candidatos foi sobre a retificação da Instrução Normativa publicada no 3/07 no Diário Oficial Nº 4.901 com a distribuição das vagas por unidade com 100% dos aprovados.

Para Marcos Antônio da Silva Júnior, representante dos aprovados, “o secretário está contrariando uma fala do governador, além do fracionamento a posse está prevista para final de agosto ou setembro. São 409 pais de famílias. Já estamos desgastados.”

“Atualmente o governo mantém servidores trabalhando no socioeducativo com contratos vencidos. O número de servidores é baixo aumentando ainda mais a insegurança. Tem uma decisão judicial que impede o governo de fazer novas contratações ou renovar os contratos vencidos e continuam postergando nossa posse”, criticou Marcos.

O concurso foi realizado ainda em 2014 e só teve o resultado homologado no dia 31 de maio deste ano. A pendencia continua.