O Núcleo de Inteligência do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-TO) recuperou três automóveis e uma motocicleta com documentos supostamente adulterados durante uma operação que busca combater irregularidades na compra e venda de veículos. 

Uma das ações, que exigiu maior empenho no rastreamento de dados, foi a localização de uma caminhonete Fiat Strada com placas clonadas. A apreensão foi possível depois que a proprietária de um veículo do mesmo modelo, moradora do Tocantins, fez a denúncia de que estava recebendo uma série de multas emitidas no Maranhão, sem ter nunca trafegado naquele estado. 

O Núcleo de Inteligência foi acionado e, após fazer diligências com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), localizou a caminhonete com placas clonadasn no município de Santa Inês (MA). O veículo havia sido roubado em João Lisboa, perto de Imperatriz (MA). 

Em outras ações, dois automóveis foram apreendidos por suposta adulteração nas características de identificação. O Núcleo de Inteligência localizou um Gol, em Palmas, e um Chevrolet Onix, em Miracema, com números de chassi supostamente adulterados e, em seguida, fizeram o encaminhamento à autoridade policial, que determinou a realização de perícia. 

Em uma terceira ocorrência, uma pessoa desconfiou da procedência de uma motocicleta Honda Titan CG, que estava sendo colocada à venda e fez a denúncia. O veículo era oriundo de furto e foi evitado que a transação fosse concluída.    

Segundo o gerente do Núcleo de Inteligência do Detran-TO, Júnior Mendes, as práticas criminosas estão ficando cada vez mais especializadas, porém, por outro lado, os órgãos de segurança também passam por aperfeiçoamento constante em suas técnicas e métodos. “As pessoas que estão praticando atividades irregulares de uma forma ou de outra acabam sendo descobertas e suas atividades delituosas reveladas”, disse.