Uma operação da Polícia Penal apreendeu 155 facas artesanais/chunchos, 31 pedaços de barras de ferro e 17 aparelhos celulares em unidades penais do Estado do Tocantins.

Além disso, foram realizadas 64 revistas gerais e 124 revistas inopinadas (inesperadas), rondas na área perimetral das unidades penais e feita a contagem nominal das pessoas privadas de liberdade custodiadas.

“Também foram encontrados um túnel e dois buracos iniciados na estrutura da cela. Diante disso, foi instaurado Processo Administrativo Disciplinar (PAD) para averiguar quem são as pessoas privadas de liberdade envolvidas nas ações”, disse o superintendente de Administração dos Sistemas Penitenciário e Prisional, Orleanes de Sousa Alves.

A operação denominada de ‘Presença’ ocorreu durante 30 dias, de 3 de dezembro de 2020 a 3 de janeiro de 2021, e foi planejada e executada pela Superintendência de Administração dos Sistemas Penitenciário e Prisional da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju).

“A operação Presença teve a finalidade de proporcionar segurança para pessoas privadas de liberdade que estão no regime fechado, ou seja, que estão sob a custódia do Estado em unidades penais, para assim permanecermos ofertando condições para a harmônica integração social dos custodiados no ambiente carcerário, como também para continuar promovendo assistência, conforme a Lei de Execução Penal, com o intuito de prevenir o crime e orientar o retorno à convivência em sociedade”, explicou o superintendente.