A Polícia Militar, através do 1º Batalhão da Capital, realizou nos dias 24 e 26, a operação denominada Fênix I. Uma ação integrada entre a PM, Polícia Civil, Guarda Metropolitana, Agentes de trânsito municipais e estaduais (Detran) com o objetivo principal de abordar motocicletas com placas adulteradas de motos de leilão, em sua maioria indicadas pelo serviço de inteligência do 1º BPM e Detran. A operação foi realizada em pontos diferentes da cidade e contou com o empenho de 15 policiais militares, 26 agentes de outros órgãos e 19 viaturas.

Ao final da operação 20 motocicletas foram apreendidas por adulteração, 6 motocicletas apreendidas por motivos administrativos, foram confeccionados 15 Autos de Infração de Trânsito, 1 flagrante de tráfico de drogas e 1 flagrante de direção sob efeito de bebida alcoólica.

As ações de caráter preventivo e educativo tiveram a finalidade de fazer com que as pessoas fiscalizadas agissem com mais prudência no trânsito a exemplo, de uma motocicleta que foi apreendida, transitando quase 88 mil reais em multa.

Durante a operação, os policiais e agentes realizaram abordagens, especialmente de motocicletas, fizeram busca pessoal e apreensão de instrumentos e materiais usados na prática de delitos.

No dia 24, a operação durou cerca de 4h e os bloqueios foram montados nas regiões norte e sul da capital. Já no dia 26, a operação se deu, em um primeiro momento, pelo patrulhamento ostensivo das viaturas dos órgãos envolvidos e posteriormente, iniciaram as abordagens a veículos suspeitos.

Segundo o Comandante do 1º Batalhão, tenente-coronel De Souza, os números mostram que a operação foi um sucesso, “Além de tirar de circulação drogas e pessoas em situação irregular, inibe a prática de delitos com uso de motocicletas”.

A inspetora Letícia Bordin, superintendente da Guarda Metropolitana de Palmas, também ressalta o sucesso da operação deste fim de semana, “É uma honra para a Guarda Metropolitana de Palmas, poder contribuir com as demais forças de segurança pela paz na nossa capital”.

Ainda segundo Valéria Oliveira, superintendente da ATTM, a ação reuniu as forças de segurança em prol de uma segurança viária maior, “As operações integradas otimizam a logística e os recursos e os resultados são sempre positivos”, disse.

Matorama Pereira da Silva, gerente de fiscalização e segurança do Detran/TO, também destacou a importância das ações integradas envolvendo os órgãos de segurança pública, e reforça o propósito de estar sempre buscando a segurança viária, para que o cidadão de bem possa transitar tranquilamente pelas vias.