A Aliança Nacional LGBTI vai apresentar queixa-crime contra o pastor Silas Malafaia pelo crime de injúria qualificada. A entidade acusa o pastor de transfobia ao criticar a empresa de cosméticos Natura por ter contratado o ator transgênero Thammy Miranda para uma campanha do Dia dos Pais. As informações são da colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo.

Em uma publicação nas redes sociais, o pastor pediu aos seus seguidores para boicotar a Natura e afirmou que a campanha com Thammy era “uma afronta aos valores cristãos”.

“Thammy é homem e é pai. Malafaia não pode confundir a sociedade por mero preconceito. Isso vai contra decisões já sacramentadas pelo Supremo Tribunal Federal”, disse à Folha o advogado Marcelo Jeronymo Lima Oliveira, coordenador jurídico da Aliança Nacional LGBTI.

Desde o anúncio da campanha, Thammy tem recebido ataques transfóbicos nas redes sociais.