A polícia de Slidell, na região metropolitana de Nova Orleans, disse que investiga o desaparecimento de um homem que teria sido atacado e morto por um aligátor – espécie de jacaré americano – em meio às inundações provocadas pelo furacão Ida.

A passagem do Ida provocou destruição e enchentes em diversas áreas da costa sudeste dos Estados Unidos e centenas de pessoas seguem sem acesso a energia elétrica e com dificuldades para sair de casa).

O xerife do condado de St. Tammany Parish, que controla a região, disse em um comunicado que investiga paradeiro de um homem de 71 anos que, segundo a esposa, havia sido atacado e morto por um aligátor enquanto cruzava uma área alagada.

“Ela disse aos policiais que estava dentro de sua residência quando ouviu uma comoção e saiu. Foi então que teria visto um grande jacaré atacando seu marido”, afirmou a polícia em nota.

Segundo o relato dos agentes de segurança, a mulher teria ajudado o companheiro a se desvencilhar do animal e o teria levado para casa, bastante abatido. Ela teria então decidido ir de canoa para um terreno mais alto, a cerca de um quilômetro de distância, para obter ajuda.

Quando ela voltou com os socorristas, o marido não estava mais onde a mulher o havia deixado, de acordo com o departamento do xerife. Os agentes revistaram toda a área com barcos em busca do homem, mas ele não foi encontrado.

“O incidente está sob investigação e nenhuma outra informação está disponível no momento”, afirmou o xerife Randy Smith.

A  Guarda Nacional da Luisiana já resgatou mais de 350 moradores de regiões alagadas, segundo balanço oficial do governo americano.

Autoridades do estado fizeram um alerta para que moradores redobrem os cuidados porque há risco de que outros animais selvagens tenham sido arrastados pela tempestade.