Um policial branco que matou um homem negro a tiros em Columbus, Ohio (EUA), na semana passada, foi demitido na segunda-feira (28), disseram as autoridades municipais.

A morte de Andre Maurice Hill gerou indignação em um país que tem passado por protestos contra a brutalidade policial e o racismo sistêmico desde maio.

O americano de 47 anos estava na garagem de uma casa quando foi baleado várias vezes por um policial que havia sido chamado ao local devido a um pequeno incidente. O agente Adam Coy estava suspenso desde o ocorrido.

“As evidências forneceram uma justificativa sólida para a demissão”, afirmou o chefe da polícia de Columbus, Thomas Quinlan.

“O Sr. Coy agora terá que responder aos investigadores estaduais pela morte de Andre Hill”, acrescentou.

Hill, que não estava armado no momento dos disparos, foi o segundo homem negro morto pela polícia em Columbus em menos de três semanas.

“A morte de Andre Hill é mais um exemplo trágico da tendência da polícia de ver as pessoas negras como criminosas ou perigosas, e indica a necessidade de uma abrangente reforma policial nacional”, disse o advogado Ben Crump.

Crump representou várias famílias de vítimas de assassinatos cometidos por policiais, incluindo a de George Floyd, cuja morte em maio desencadeou a maior onda de protestos antirracistas em décadas no país.