Mais um crime de feminicídio chocou a população do Tocantins nessa terça-feira (24). A vítima, Magnólia Marques de Sousa, de 42 anos, foi assassinada a tiros na frente de familiares na casa da própria mãe, no setor Santa Bárbara, na região sul de Palmas.

Após matar a mulher, o ex-marido dela, Everaldo Delfino Gomes, tirou a própria vida com um tiro na cabeça.

Magnólia estava separada de Everaldo há mais de um ano e tinha uma medida protetiva contra ele por sofrer constantes ameaças. A vítima trabalhava em uma empresa terceirizada que presta serviços ao Laboratório Central de Saúde Pública do Estado (Lacen/TO). Ela deixa um filho de 12 anos.

O CRIME

A Polícia Militar informou que foi acionada para atender uma suposta ocorrência de homicídio. Mas, chegando ao local, os militares se depararam com o crime de feminicídio, seguido de suicídio.

Testemunhas disseram à policia que o ex-marido chegou à casa da mãe de Magnólia de posse de uma arma de fogo e ameaçou alguns dos familiares da vítima.

Magnólia soube das ameaças e foi até a casa da mãe, onde foi surpreendida pelo ex-companheiro.

Durante a confusão, os irmãos da vítima entraram em luta corporal com Everaldo, mas ele conseguiu disparar contra a ex-mulher que foi atingida com pelo menos três tiros e morreu no local. Após alvejar a ex-companheira, Everaldo deu um tiro na própria cabeça.