Os servidores vinculados à Secretaria Municipal de Saúde (SMS) que integram o grupo de risco da covid-19 foram dispensados do trabalho presencial e autorizados, mediante solicitação, a atuar no sistema home office em Araguaína.

A medida consta na portaria nº 029 da SMS, que foi publicada no Diário Oficial do Município do dia 03 de fevereiro, e ocorre após o prefeito Wagner Rodrigues pôr fim à jornada de 6 horas na prefeitura.

Por outro lado, a portaria suspende os incentivos financeiros destinados aos servidores que venham a exercer suas funções em home office, assim considerados os abonos salariais ou congêneres.

Entre os servidores considerados do grupo de risco estão idosos, hipertensos, insuficientes renais ou respiratórios crônicos, grávidas e aquelas que estiverem amamentando crianças menores de seis meses.

O home office também fica assegurado aos servidores que adotem crianças com até 6 meses de idade.

Ainda conforme a portaria, os servidores que estiverem no exercício de atividade home office, para comprovar sua frequência, deverão apresentar relatório semanal das atividades desenvolvidas, em conformidade com as funções inerentes ao cargo do qual é titular.

Por portal AF Notícias