O Procon informou que flagrou um posto de combustíveis em Palmas vendendo gasolina por um preço R$ 0,30 acima do que praticava antes do início da corrida pelos combustíveis, registrada em várias cidades do Tocantins nas últimas 24 horas. Segundo a fiscalização, o reajuste foi de R$ 6,299 para R$ 6,599.

O estabelecimento foi autuado porque as notas fiscais indicam que o posto não adquiriu novos lotes do combustível e por isso não havia justificativa para o aumento. O valor de uma eventual multa ao posto não foi divulgado pelo Procon, assim como o nome do posto.

O aumento da procura pelos postos foi motivado pelos bloqueios de caminhoneiros em alguns pontos de rodovias no estado. Preocupados com a possibilidade de ficar sem combustível, muitos motoristas lotaram as bombas e acabaram gerando filas.

Uma situação semelhante foi identificada em um posto em Araguaína, mais cedo. “Estamos à disposição dos consumidores para que não sejam lesados e nem fiquem no prejuízo. Este é um momento delicado e não estamos medindo esforços para atender todos com qualidade, agilidade e solucionar as demandas apresentadas”, disse Walter Viana, superintendente do Procon Tocantins.

Quem identificar situações do tipo pode denunciar pelo Disque 151 ou utilizar o Whats Denúncia 99216-6840.