Postos de saúde em Palmas registraram grande procura pela vacinação noturna contra a Covid-19 na segunda-feira (17). A prefeitura alterou para entre 16h e 21h o atendimento nos cinco pontos que abriram para o serviço, ao invés de utilizar o sistema escalonado da semana passada. Na região central, houve filas na unidade da Arso 41 (403 Sul).

Os profissionais da unidade relataram que cerca de 400 moradores estavam aguardando a vez de vacinar e que por isso distribuíram senhas, para que todos que foram ao local pudessem ser imunizados.

Nesta segunda, a capital iniciou a imunização de pessoas com comorbidade entre 45 e 49 anos. Ao longo da semana, além dos idosos acima de 60 anos, o público alvo deverá ser ampliado para vacinar também pessoas com comorbidades a partir de 40 anos.

Gestantes e puérperas com comorbidades serão vacinadas com doses da Pfizer/BioNTech ou CoronaVac. Os imunizantes da AstraZeneca estão suspensos para esse público.

Para receber a vacina é preciso comparecer ao local da vacinação com documentos pessoais (RG ou CNH), Cartão de Vacina, além do laudo ou relatório médico comprovando a comorbidade ou deficiência permanente. Confira a lista de comorbidades previstas para a vacinação.

No caso das mulheres grávidas é necessário levar exame que ateste a gestação. Para as puérperas será preciso levar o registro de nascimento do recém-nascido ou a declaração de nascido vivo ou natimorto, que ateste o parto ocorrido em até 45 dias.

Os laudos e documentos de comprovação devem ser levados com cópia, pois precisarão ficar retidos no ato da vacinação.

Por  G1 Tocantins.