A Prefeitura de Araguaína decidiu cancelar a programação de Carnaval deste ano na cidade em razão da situação da pandemia de covid-19 ainda enfrentada em todo o país.

De acordo com o secretário do Esporte, Cultura e Lazer, Zeca de Oliveira, o objetivo é garantir a segurança da população, evitando um novo surto de casos de covid-19 na cidade e a sobrecarga nas UTI (unidade de tratamento intensivo) disponibilizadas para a doença.

“Nós reconhecemos que o nosso trabalho enquanto gestão pública é valorizar e preservar vidas. Pensando nisso, a prefeitura não irá realizar o evento de carnaval em 2021. A intenção é evitar grandes aglomerações e reduzir o risco de contaminação”, explicou o secretário.

Feriado de carnaval

Apesar do cancelamento da programação de shows e do corredor da folia, a prefeitura irá manter o ponto facultativo do feriado de carnaval. Quanto às restrições estabelecidas no Decreto nº 002, publicado no Diário Oficial nº 2.227, que tratam do funcionamento de alguns estabelecimentos e realização de eventos, o prefeito Wagner Rodrigues disse que as medidas continuarão sendo seguidas durante o carnaval.

“Mesmo com a chegada da vacina, não podemos baixar a guarda antes de toda a população estar imunizada. O decreto serve justamente para frear o atual crescimento da contaminação na cidade, que em muitas situações avança com o descuido das medidas de segurança. Em um evento que tradicionalmente promove a aglomeração de pessoas, não podemos deixar de preservar a saúde da população de nossa cidade”, destacou Wagner Rodrigues.

Investimento

Em 2020, a Prefeitura de Araguaína fez um investimento de R$ 356.800 para os cinco dias de programação do Carnabalada. Para este ano, a previsão de investimento era de aproximadamente R$ 350 mil, recurso que será reinvestido ao logo do ano em atividades e eventos esportivos e culturais, como na Corrida do Trabalhador, torneios de futevôlei, tênis de mesa e ciclismo.

“Não é a primeira vez que a Prefeitura de Araguaína utiliza esta alternativa de readequação do recurso que seria utilizado para a festa de carnaval. Um exemplo foi a reforma e ampliação do Terminal Rodoviário de Araguaína e a revitalização do monumento do Cristo, beneficiando toda a cidade”, disse Wagner Rodrigues.

Medidas restritivas

De acordo com o Decreto nº 002/21, de 18 de janeiro, ficam suspensos por tempo indeterminado, tanto em áreas públicas quanto privadas, todos e quaisquer eventos públicos e privados, tais como: shows, apresentações culturais, festas, confraternizações e correlatos. Bares e restaurantes podem funcionar das 7 às 23 horas dos domingos às quintas-feiras, e até a meia-noite das sextas-feiras e sábados ou feriados.

Também fica terminantemente proibido o consumo de bebida alcoólica em todo e qualquer local público no Município de Araguaína, medida que foi amplamente apoiada e que pode ser estendida para venda em bares e restaurantes em caso de agravamento.

Na celebração de missas, cultos e rituais, os templos religiosos manterão assentos individuais afastados um dos outros por, no mínimo, 1,5 metro, determinando-se assim a capacidade máxima de fiéis e fixando-a através de placas em todos os acessos.

Além do mesmo afastamento, os estabelecimentos bancários, comerciais e de serviços, bem como feiras, devem disponibilizar obrigatoriamente aos clientes e trabalhadores álcool 70 graus INPM, limitar entrada de 1 pessoa para cada cinco metros quadrados do estabelecimento e informar essa capacidade máxima em placa informativa, entre outras ações.

Continua proibida a entrada e a permanência de qualquer pessoa sem máscara de proteção respiratória em todos e quaisquer estabelecimentos comerciais, industriais, bancários, de serviços e órgãos públicos, sendo de responsabilidade destes o impedimento. Isso vale também para veículos de transporte como táxis, mototáxis, ônibus e outros de transporte coletivo.

(Felipe Maranhão/prefeitura)