A Prefeitura de Araguaína, no norte do Tocantins, informou  que a Secretaria Municipal de Educação da cidade está traçando um plano de retomada gradativa das atividades pedagógicas. A princípio o plano prevê a realização de atividades impressas e não presenciais.

O projeto deve ser colocado em prática no próximo mês de junho em todas as 79 escolas e creches da rede municipal de ensino, tanto na cidade como na zona rural.

“As apostilas, com conteúdo para duas semanas, serão entregues aos pais ou responsáveis pelos mais de 22 mil alunos, em suas respectivas unidades de ensino. Ao final das duas semanas, as atividades serão devolvidas à escola e uma nova apostila será recebida”, explicou o superintendente de educação, Railon Borges.

A prefeitura afirmou que os alunos vão ter suporte e acompanhamento dos professores para realizar as atividades. Essa tutoria será realizada por meio de uma plataforma online que está sendo desenvolvida. “O conteúdo na plataforma será o mesmo impresso, para que não haja prejuízo aos alunos que não têm acesso”, disse o superintendente.

Ainda não há previsão para o retorno das aulas presenciais. Segundo o município, no momento em que houver redução dos números de contágio pelo coronavírus as atividades serão retomadas de forma gradativa.

O boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) mostrou números preocupantes em Araguaína. A cidade tem 434 casos de Covid-19 confirmados e cinco pessoas morreram em decorrência da doença.

Araguaína é a cidade com mais casos confirmados de coronavírus no Tocantins e tem mais que o dobro de Palmas, que está em segundo com 211 casos.

As informações são do  G1 Tocantins.