Após anunciar a redução dos óbitos por covid-19, a Prefeitura de Araguaína decidiu retomar o atendimento ao público em horário integral nesta segunda-feira (3). O novo decreto n° 029/21 altera o acesso às secretarias e autarquias municipais para 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas.

Desde o dia 5 de março, com o Decreto n° 011/21, o atendimento ao público era por seis horas corridas, das 8 às 14 horas, e o restante do expediente era cumprido em atividades internas. Esse documento é o mesmo que havia suspendido as aulas presenciais. Atualmente, todas as escolas e creches estão no sistema híbrido, com divisão dos estudantes em dois grupos que revezaram entre as aulas presenciais e atividades remotas.

Serviços essenciais

O decreto ressalta que cada secretário pode alternar ou alterar os horários conforme a necessidade de cada pasta ou área de atuação. Além disso, a medida não se aplica às unidades e serviços que por sua natureza não podem ser interrompidos, como a Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e Hospital Municipal de Araguaína (HMA).

Atendimento on-line

Nesse período, quando estão sendo tomadas medidas de contenção para evitar a disseminação do coronavírus, algumas secretarias municipais de Araguaína também disponibilizam serviços on-line ou pelo telefone para garantir atendimentos essenciais à população.

A Secretaria da Fazenda tem emissão de nota fiscal eletrônica, validação de NFS-e, consultas de débitos, certidão negativa, emissão do boleto de IPTU, validação de alvará e outros que estão à disposição do contribuinte acessando o site da Prefeitura (http://araguaina.to.gov.br/).

Além do 0800 do Cadastro Único, na Secretaria da Assistência Social e Habitação do Município estão em funcionamento o plantão de óbitos. Para acionar o plantão de óbito basta entrar em contato no telefone: 63 9 9986 3497. Para dúvidas sobre o Cadastro Único o número disponível ao usuário é o 0800 643 7021.

Queda de casos

Segundo o Boletim Epidemiológico de Araguaína do último dia 24 de abril, a queda no número de óbitos nas duas últimas semanas é de 35,7% e a média móvel de mortes (média de novos casos dos últimos sete dias). Atualmente, o índice também aponta desaceleração de contaminação.

Um dos fatores que podem ter contribuído para queda nos óbitos é a imunização dos grupos de risco. A maioria das pessoas com mais de 67 anos já tomaram a segunda dose contra covid-19 e a primeira dose está sendo aplicada em pessoas com mais de 60 anos. O grupo dessa faixa etária é o mais atingido pela doença, representando 79,1% dos óbitos em Araguaína. Atualmente, 11.51% da população local já tomou pelo menos uma dose contra covid-19.