A prefeitura da cidade de Goiatins, extremo norte do estado, anunciou uma medida de afastar cerca de 90 servidores municipais por 60 dias, com objetivo de contenção de gastos. A decisão foi tomada pelo prefeito da cidade, Antônio Luiz (PR). Os funcionários irão ficar esse período sem receber seus salários e com o contrato suspenso.

Antônio Luiz justificou a decisão dizendo que houve queda no repasse do Fundo de Participação doa Municípios. “Eu não demiti ninguém, só estou afastando, somente para poder colocar os pés no chão e não atrasar pagamentos com fornecedores e concursados”, disse.

O prefeito informou que a cidade tem cerca de 600 servidores. Os cortes devem afetas todas as áreas. “Vai afetar dos garis aos médicos. Tinha três médicos, eu afastei um. Auxiliar de serviços gerais também tinha três e eu afastei um. Nós não podemos deixar parar nenhum serviço essencial”, informou.

O prefeito disse que espera uma recuperação na arrecadação para outubro e que os contratos devem ser retomados após a situação se normalizar.

(Com informações G1 TO)