O Procon Tocantins alerta os consumidores sobre os cuidados para não cair no golpe do empréstimo. Nas últimas semanas, o órgão de defesa do consumidor tem recebido denúncias de usuários que foram vítimas dos estelionatários.

Segundo os consumidores, os mesmos recebem ligações em que a suposta empresa oferece condições atrativas e sem burocracia. Os golpistas usam nomes de instituições financeiras conhecidas para aplicar o golpe do falso empréstimo. Neste golpe, antes de receber o crédito, a falsa empresa solicita que a pessoa deposite o valor das taxas. Os golpistas usam nome, CNPJ e até a identidade visual da empresa para atrair as vítimas.

Em Guaraí, um consumidor chegou a assinar um contrato para obter a liberação do empréstimo no valor de R$ 20 mil. A empresa de crédito pessoal teria passado o contato do advogado para realização do depósito das supostas taxas. “Logo após a assinatura, os golpistas informaram que o mesmo precisava pagar uma taxa de R$ 550. O valor seria usado para pagar certidões e agilizar a liberação do dinheiro. Após o pagamento deste valor, ainda foi solicitado que a vítima pagasse mais R$ 700, referente ao IOF [Imposto de Operações Financeiras]”, explica Walter Viana, superintendente do Procon Tocantins.

O Procon Tocantins destaca que esta conduta do pagamento antecipado ao empréstimo é proibida pelo Banco Central. Já em Palmas, outro consumidor relatou que entraram em contato por meio de uma rede social e ofereceram diversas vantagens na contratação do empréstimo pessoal no valor de R$ 5 mil.

“Neste caso, a pessoa chegou depois a um valor superior a R$ 500 e em seguida pagou mais R$ 600, que seria também referente ao IOF. Foi mais uma vítima”, destaca Walter Viana.

Em Gurupi, o consumidor relatou que foi oferecido um empréstimo de R$ 50 mil, mas o contratante deveria depositar o valor de R$ 5 mil antecipado. O mesmo desconfiou que era golpe e recusou a proposta.

Fique atento

Para não cair no golpe, o Procon Tocantins orienta a duvidar das opções de créditos rápidos e pagamentos de taxas em contas de pessoas físicas; sempre desconfiar de ofertas muito vantajosas e nunca realizar nenhum pagamento antecipado; realizar pesquisa sobre a empresa que está oferecendo o empréstimo e nunca fornecer a desconhecidos os dados pessoais.

O Procon Tocantins alerta ainda que, nos casos de golpes, o consumidor deve procurar de imediato a Polícia Civil e informar que foi vítima de estelionatários, bem como informar o número de conta bancária e outras informações do falso empréstimo.