Uma pesquisa divulgada pelo Procon de Palmas encontrou grande variação nos preços dos itens da cesta básica entre os supermercados da cidade. O levantamento foi feito em nove estabelecimentos e levou em consideração produtos com as mesmas quantidades e marcas.

A maior variação foi a do molho de tomate, que pode sair até 152% mais caro dependendo do supermercado escolhido. A embalagem com 340 gramas custa R$ 0,95 no estabelecimento mais barato e sai por R$ 2,39 no mais caro.

A alta do arroz que assustou os brasileiros nas últimas semanas também refletiu no levantamento. O pacote com cinco quilos não sai por menos de R$ 23,99 nos supermercados palmenses. E ele pode ser ainda mais caro, já que em seis dos nove mercados pesquisados o valor é o máximo encontrado, de R$ 29,99.

Mesmo produtos considerados baratos podem ter grandes variações de preço dependendo de onde forem comprados. O flocão de milho sai por valores entre R$ 0,99 e R$ 1,79. A diferença é de 83%.

O óleo de soja também chamou a atenção, já que o menor valor localizado na capital para o produto é de R$ 5,89 e o maior pode chegar a até R$ 7,99. O papel higiênico com quatro unidades no pacote custa entre R$ 6,01 a R$ 7,99.

A tabela com todos os valores, a variação de preço para cada produto e os supermercados onde cada item está mais barato foi divulgada pelo Procon de Palmas na internet e pode ser consultada pelos moradores.

“A orientação é que o consumidor evite comprar em grande quantidade para estocar em casa, pois tal atitude contribui para que os preços das mercadorias sejam elevados”, pediu a superintendente do Procon Municipal, Valéria Morais.

As informações são do  G1 Tocantins.