A Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), por intermédio da 53ª Delegacia de Araguacema, efetuou, na noite da quarta-feira, 9, a prisão de um professor de 40 anos, no Assentamento Tarumã II, localizado na zona rural de Araguacema. Ele foi condenado a 24 anos de reclusão, pelos crimes de estupro de vulnerável contra três crianças, sendo duas de nove e uma com oito anos de idade.

 Comandada pelo delegado-chefe da 53ª DP, Antônio Onofre Oliveira da Silva Filho, a ação foi desencadeada depois que as equipes da unidade policial receberam do Poder Judiciário, cópia do mandado de prisão em desfavor do indivíduo. O homem foi localizado pela polícia no assentamento Tarumã e conduzido à Cadeia Pública de Araguacema, onde deu início ao cumprimento de sua pena.

As investigações apontaram que os crimes ocorreram entre os anos de 2017 e 2018, no Projeto de Assentamento Tarumã, sendo que duas crianças foram abusadas na escola e uma na residência do autor. “Conseguimos reunir fortes indícios das práticas dos crimes, tais como laudos periciais que comprovaram os abusos e também o relato das vítimas que foram ouvidas em procedimentos especiais”, disse o delegado.

 O juízo da Vara Criminal de Araguacema expediu o mandado de prisão para início imediato do cumprimento da pena, logo após o Tribunal de Justiça do Tocantins convalidar a decisão do magistrado de 1º grau, ao rejeitar recurso de apelação do réu.