O Governo do Tocantins confirmou nesta quarta-feira (22) que prefeituras aplicaram quase metade das doses da CoronaVac de lotes interditados que foram enviadas ao Estado. As aplicações, segundo nota da Secretaria de Estado da Saúde, foram feitas antes do problema ser identificado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que determinou a interdição.
No total, o Tocantins recebeu 500 doses de um dos 25 lotes suspensos. Foram 227 doses aplicadas em todo o estado. As outras 273 doses continuam nos estoques dos municípios. A Secretaria de Estado da Saúde informou que pretende fazer o recolhimento do que restou durante a próxima semana, como solicitou a Anvisa.
A vacina é produzida pela Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. No dia 14 deste mês, o Instituto anunciou que os lotes seriam substituídos por vacinas prontas.
Ao todo, a Anvisa havia interditado 12,1 milhões de doses que foram produzidas pela Sinovac, na China, em uma fábrica não inspecionada e aprovada pela agência. A vacina CoronaVac permanece autorizada no país e possui relação benefício-risco favorável ao seu uso, desde que produzida nos termos aprovada pela Anvisa.
O Instituto Butantan garante que os lotes interditados não oferecem nenhum risco para a população. Ainda não se sabe se quem tomou a dose vai precisar de uma nova aplicação. A Anvisa informou que as pessoas que tomaram a vacina já estão sendo monitoradas.
No Tocantins, 29 cidades receberam doses do lote que foi interditado. O total de doses aplicadas por município não foi informado.
Lista dos municípios que receberam as doses:
  • Abreulândia – 10 doses
  • Aliança – 10 doses
  • Almas – 10 doses
  • Alvorada – 10 doses
  • Araguaçu – 10 doses
  • Arraias – 10 doses
  • Aurora – 10 doses
  • Barrolândia – 8 doses
  • Brejinho – 10 doses
  • Chapada da Natividade – 46 doses
  • Combinado – 10 doses
  • Dianópolis – 10 doses
  • Fátima – 10 doses
  • Ipueiras – 10 doses
  • Jaú – 10 doses
  • Lavandeira – 10 doses
  • Mateiros – 10 doses
  • Monte do Carmo – 10 doses
  • Natividade – 13 doses
  • Novo Alegre – 10 doses
  • Oliveira de Fátima – 10 doses
  • Palmeirópolis – 10 doses
  • Peixe – 78 doses
  • Pedro Afonso – 10 doses
  • Pindorama – 10 doses
  • Ponte Alta do TO – 10 doses
  • Silvanópolis – 115 doses
  • Santa Rosa – 10 doses
  • Tupirama – 10 doses