Um relatório técnico da Prefeitura de Palmas indica que a própria gestão municipal está propondo um reajuste na tarifa dos ônibus dos atuais R$ 3,85 por passageiro para R$ 6,12. O documento, a que o G1 e a TV Anhanguera tiveram acesso, mostra uma série de cálculos feitos pela Agência de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (ARP).

O documento da ARP tem 57 páginas e foi apresentado às diversas categorias que discutem o reajuste da tarifa nesta quarta-feira (19), dentro do Conselho Municipal de Acessibilidade, Mobilidade e Transporte. A apresentação foi em uma reunião que durou aproximadamente 20 minutos. O relatório tem data do dia 11 de fevereiro de 2021.

Na semana passada, a prefeita da capital, Cinthia Ribeiro (PSDB), disse nas redes sociais que a cidade sofre abuso há 30 anos por parte das empresas de transporte coletivo. Ela comentava o pedido que uma das empresas fez na Justiça para que a tarifa de ônibus fosse reajustada para R$ 6,91. A gestora não informou na publicação que a própria prefeitura já tinha um estudo com o valor de R$ 6,12 para a passagem.

A tarifa proposta pela ARP seria a chamada ‘tarifa técnica’, que ainda pode sofrer descontos com eventuais subsídios da prefeitura até que chegue ao usuários dos ônibus. Usuários de toda a cidade estão preocupados com a possibilidade do aumento.

O G1 procurou a prefeitura de Palmas para saber se o valor de R$ 6,12 será mantido na proposta final da prefeitura e aguarda retorno.

A reunião em que a nova tarifa do transporte coletivo será votada ainda não foi marcada. Na justificativa para o aumento tão expressivo no valor da tarifa, a ARP disse que “o ano de 2020 foi bastante atípico como surgimento da pandemia de Covid-19 com isso o desequilíbrio nos contratos de concessão do sistema de transporte urbano de Palmas é notório e a necessidade de uma tarifa técnica justa necessariamente precisa ser subsidiada ao usuário”.

Por  G1 Tocantins.