Para coibir o desrespeito à legislação de trânsito e a associação álcool e direção, estão sendo programadas pelas forças de segurança do Município atividades de fiscalização na saída de festas com venda de álcool. Uma festa particular realizada no Estádio Nilton Santos no último sábado, 19, motivou ação planejada de fiscalização realizada na manhã do domingo, 20. O resultado foi a penalização de 12 condutores que se recusaram a realizar ou que tiveram resultado positivo no teste do etilômetro.

“O teste afere se o condutor ingeriu álcool antes de dirigir. No caso de quem se recusa a realizar o teste também há a penalização porque esta é uma infração gravíssima que gera multa alta, retenção da habilitação e apreensão do veículo, se não houver outra pessoa habilitada a dirigir”, explica o gerente de Fiscalização Municipal, Paulo Cezar de Lima. Neste caso, a multa custa R$ 2.934,70.

A fiscalização em razão da festa resultou na abordagem a 67 veículos, 16 autuações, sete retenções de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e dois veículos removidos.

Segundo explica a Gerência de Fiscalização, o risco em torno do consumo de álcool está estritamente ligado aos efeitos que a bebida traz ao condutor que, entre outras consequências, tem seus reflexos diminuídos, além de outros efeitos de alteração da capacidade psicomotora. Portanto, quem consome bebidas alcoólicas antes de conduzir um veículo está assumindo o risco de acidentes graves que podem provocar lesões sérias ao próprio condutor, seus passageiros e outras pessoas que também transitam pela cidade.

 

(Com informações Ascom Prefeitura de Palmas)