Com o  tema “Interação Ensino, Serviço e Extensão: o papel do docente, discente e comunidade” começou na terça, 29 e segue até sexta, 1º, o Seminário Integrado da Saúde, uma parceria entre a Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp) através do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde/ GraduaSUS) e os cursos de Nutrição e Enfermagem da Universidade Federal do Tocantins (UFT). O evento acontece na própria universidade e conta a com a participação de mais de 200 estudantes, inclusive dos cursos de Farmácia, Odontologia e Psicologia do Centro Universitário Luteranos de Palmas (Ceulp/Ulbra)

O objetivo do evento é promover uma reflexão sobre a formação em saúde, a prática profissional e as potencialidades do aprendizado em serviço. “Esse momento é para refletirmos até que ponto buscamos a formação. Eu me formei em nutrição para mim ou para o outro. Minha profissão não faz sentido se não me realizar no outro. Toda essa dedicação ao longo da formação é para servirmos a comunidade”, destacou a coordenadora do PET pela Fesp, Milena Alves.

O vice-diretor do campus da UFT, Marcelo Lineker, complementou dizendo que “a universidade devolve para a sociedade profissionais que tem o poder de transformá-las e na área da saúde além de transformar, cuida das pessoas, principalmente os cursos de Nutrição e Enfermagem que são muito focados ao Sistema Único de Saúde.”

Já o presidente do Centro Acadêmico de Enfermagem, Wendy Delgado, fez uma reflexão quanto ao papel dos universitários nos dias atuais. “Precisamos sair da sala de aula e participar desses debates, saber o que está acontecendo, porque futuramente seremos servidores do SUS, se ele ainda existir quando nos formar”, ressaltou.

A primeira palestra foi ministrada pela representante do Ministério da Saúde, Maria Sílvia Freitas, que é bióloga com especialização em Ensino na Saúde. A palestrante fez um panorama das estratégias, diretrizes e pactuações existentes no País.

“A programação segue até sexta, com palestras, oficinas e minicursos e esperamos que seja um evento que possa compartilhar pequenas e grandes ideias e que os alunos despertem para a importância da atuação de uma equipe multidisciplinar. Além disso, que todos possam ampliar sua visão sobre o seu papel na comunidade”, finalizou a coordenadora do curso de Nutrição, Carolina Freitas.