Servidores da saúde de Gurupi, na região sul do estado, denunciaram que estão enfrentando dificuldade fazer testes rápidos do coronavírus. O problema teria começado depois que a Unidade do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) que fica no centro da cidade teve um caso confirmado de Covid-19.

Desde a semana passada há um aviso na porta do prédio informado que ‘por motivo de força maior a unidade ficará fechada até o próximo dia 21″. Em áudios enviados para a TV Anhanguera, servidores relataram o motivo do fechamento da unidade.

“Na verdade o que aconteceu foi com uma servidora lá do nosso estabelecimento de saúde apresentou alguns sinais da Covid. Ai logo que apresentou sinais ela já entrou em isolamento, só que até ela fazer o exame demorou muito. Só conseguiu fazer o teste na última quinta-feira. Quando foi na sexta feira a noite o resultado saiu, quando foi no sábado ela nos comunicou e desde então nós estamos de quarentena”, disse uma servidora que pediu para não ser identificada.

Em outro áudio, um servidor diz que os outros funcionários começaram a apresentar sintomas semelhantes aos causados pela Covid-19. “Então desde a semana passada alguns de nós servidores começamos a sentir febre, mal-estar, alguns com diarreia, outros com algum desconforto respiratório”, disse.

Apesar disso ainda não teriam conseguido fazer os testes rápidos. “A gente tá encontrando muita dificuldade pra fazer a avaliação e a realização. Alguns conseguiram outros não conseguiram fazer essa avaliação. A gente quanto servidor da saúde a gente fica meio de fato esquecido”, lamentou.

O que diz o município

A Secretaria de Saúde de Gurupi informou que para fazer os testes são analisados os critérios de contato direto com o servidor confirmado. Informou que estão sendo tomadas medidas de acordo com as orientações do Ministério da Saúde e uma desinfecção será feita neste fim de semana no Caps, onde as atividades seguem suspensas por 14 dias.

As informações são do  G1 Tocantins.