A Federação Nacional dos Trabalhadores da Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (Fenasps) informou nesta terça-feira (dia 5) que enviou ofícios ao Ministério da Saúde, à Secretaria Especial de Previdência Social e à presidência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), pedindo que os servidores da base dessas categorias sejam incluídos nos grupos prioritários para recebimento da vacina contra a Covid-19.

A justificativa da entidade é que os servidores da seguridade e do seguro social ocupam funções de atendimento ao público, e por isso estariam mais expostos ao vírus.

Após cerca de seis meses fechadas em razão da pandemia do novo coronavírus, as agências do INSS foram reabertas parcialmente no dia 14 de setembro, sendo algumas com o serviço de perícia médica.

O Ministério da Saúde, a Secretaria de Previdência e o INSS foram procurados pela reportagem, mas ainda não se manifestaram.