A doação de órgãos, infelizmente, ainda é um tabu para muitas pessoas, sendo um assunto que causa receio. Com o intuito de divulgar informações sobre o processo de doação de órgãos, foi criada a Campanha Setembro Verde, onde durante todo o mês acontece a conscientização e incentivo a este ato altruísta. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) por meio da Central Estadual de Transplante do Tocantins irá fomentar a campanha em todo o Estado.

“O objetivo desta campanha é lembrar e incentivar a sociedade sobre a importância da doação de órgãos e tecidos para transplante. Homenageando os familiares de doadores, que disseram o sim para a vida. A expectativa é que a população tenha conhecimento sobre o tema e profissionais de saúde se envolvam com a causa, que é muito nobre, pois vidas são transformadas, de doadores, de receptores e de profissionais de saúde que vivenciam de perto essa transformação”, destacou a coordenadora da Central Estadual de Transplante do Tocantins, Suziane Crateús.

Superação

O jovem Adriel Morais da Silva, de apenas 17 anos, já venceu uma grande batalha, o adolescente ficou um ano na fila de transplante, até conseguir em outubro de 2019, realizar o transplante de córnea, no olho direito. O jovem tinha ceratocone, doença que deixa a córnea mais fraca, “ela já estava bem agravada, e segundo o médico a única opção era o transplante. A minha visão já estava desgastada, não dava para ver o rosto das pessoas, via tudo borrado pelo olho direito”, conta.

O adolescente já tinha conhecimento sobre a importância da doação de órgãos, e hoje, após o transplante, diz que deseja ser um doador. “Também pretendo ser doador, aqui em casa eu e minha mãe temos esse desejo”, afirma.

Segundo o jovem, se um dia pudesse falar com os familiares do doador, iria externar a gratidão pelo ato. “Sinceramente, eu não sou muito bom com palavras, mas agradeceria a eles pelo ato lindo de se importar com uma vida desconhecida, mesmo em um momento difícil. Sou grato eternamente pelo transplante, isso não é algo que afetou apenas minha vida, mas minha família também, principalmente minha mãe”, contou o jovem.

O senhor Paulo Cesar Gomes Ribeiro, é um grande exemplo de empatia, diante de um momento difícil, decidiu realizar a vontade do filho, Paulo Cesar Gomes Ribeiro Junior, de 35 anos, de doar os órgãos. “Era a vontade dele, e achamos necessário cumpri-la, pois o túmulo vai ficar frio, enquanto os órgãos ficaram vivos”, explicou.

“Se eu pudesse falar algo às pessoas que receberam os órgãos do meu filho, diria para eles viverem felizes em sua totalidade, amar ao próximo, ter mais empatia e esperança, independente do que aconteça”, afirmou o pai, que ainda garantiu que todos os demais familiares, compartilham do desejo do filho, de doar órgãos.

Captação e fila de espera

Atualmente, no Tocantins é realizado o transplante de córneas, que no momento tem 65 pacientes aguardando na lista estadual. Porém, a captação é realizada para todos os órgãos, sendo que em 2019, o Tocantins realizou cinco captações de múltiplos órgãos e 61 de córnea. Já em 2020, até agosto, já foram realizadas sete captações de múltiplos órgãos (oito rins, cinco fígados e três corações) e 16 captações córneas em todo o Estado.

Para doar

Os interessados em doar órgãos, precisam primeiramente informar à família sobre esse desejo, pois os familiares dos pacientes são os únicos responsáveis pela autorização da captação dos órgãos.

Os órgãos captados são entregues a pacientes que aguardam em lista de espera, única e nacional. A compatibilidade entre doador e receptores é determinada por exames laboratoriais feitos imediatamente após a autorização dos familiares.

Podem ser doados: coração, fígado, pâncreas, pulmão, rim, córneas e tecidos (oculares, cardiovasculares, musculoesqueléticos e peles).

Central Estadual de Transplantes no Tocantins

A Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos (CNCDO-TO) foi criada em 27 de novembro de 2007. Seu funcionamento é 24 horas, todos os dias da semana, e tem como a principal contribuição disponibilizar aos usuários do Sistema Único de Saúde(SUS), no Tocantins, a integralidade da atenção à saúde quando da necessidade de Transplantes de Órgãos e Tecidos.

Programação da campanha

A programação da campanha contará com cursos online gratuitos para os servidores dos hospitais que trabalham no Pronto Socorro, Unidade Cuidados Intermediários (UCI) e Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Os cursos são: Processo de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante, que será realizado no dia 02, às 10h; Acolhimento Familiar e Comunicação de Más Notícias, dia 10, às 10h e Manutenção do Potencial Doador para Enfermeiros, dia 22, às 10h.

Para se inscrever em algum curso, basta clicar no seguinte link, sendo necessário realizar a inscrição um dia antes da data do curso para que seu acesso seja liberado. Dúvidas podem ser solucionadas por meio do telefone: 3218 – 3230.

No dia 27, Dia Nacional de Doação de Órgãos, será feita uma homenagem aos doadores de órgãos e tecidos, na Praça dos Girassóis.