Operação Lockdown que tem o objetivo de limitar o recebimento de novos presos a algumas unidades prisionais durante a Pandemia da Covid-19 e assim evitar a proliferação do novo coronavírus entre a população carcerária vai iniciar a segunda temporada. A operação é coordenada pela Superintendência de Administração dos Sistemas Penitenciário e Prisional da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju).

A primeira temporada da Operação Lockdown se concentrou em definir quais unidades estariam aptas a receber novos presos, preservando a saúde dos já custodiados e atendendo a necessidade de período de quarentena aos ingressos no Sistema. “A Operação Lockdown integra uma série de medidas adotadas pela Seciju desde o anúncio da pandemia, a fim de prevenir que servidores do Sistema Penal e pessoas privadas de liberdade fossem infectadas pelo novo coronavírus”, contou o secretário da Cidadania e Justiça, Heber Fidelis.

I Temporada

A primeira temporada da Operação Lockdown iniciou no dia 20 de maio, teve nove fases e finalizou no dia 20 de dezembro. Durante os sete meses de Operação, os Sistemas Penitenciário e Prisional receberam 2.372 pessoas e a unidade penal que mais recebeu novos presos foi o Núcleo de Custódia e Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPP Palmas) com 682 ingressos.

“Paralelo a Operação Lockdown, estabelecemos o Plano de Ação para Contenção a Transmissão do Novo Coronavírus com ações preventivas como higienização e sanitização das unidades penais, uso obrigatório de máscara, realização de teste rápido e testes laboratoriais, suplementação alimentar, vacinação de H1N1 e estabelecemos protocolos sanitários. Também foram suspensas as visitas, entrada de alimentos, as audiências foram realizadas de forma virtual e a movimentação de presos foi proibida. Estamos fechando a primeira temporada da Operação Lockdown com a certeza que fizemos o melhor para preservar a saúde dos servidores e dos custodiados”, disse o superintendente de Administração dos Sistemas Penitenciário e Prisional, Orleanes de Sousa Alves.

II Temporada

Na segunda temporada da Operação Lockdown, 21 unidades penais estão aptas a receber novos presos, são elas Tocantinópolis, Talismã, Porto Nacional, Pedro Afonso, Paraíso, CPP de Palmas, UPF de Palmas, Miracema, Lajeado, Gurupi, Guaraí, Dianópolis, Colméia, Colinas, Babaçulândia, Augustinópolis, Arraias, Araguatins, Araguaína, Araguacema e Ananás.