A plataforma VendasGov: https://imoveis.economia.gov.br/ , site de compra de imóveis públicos, entrará em funcionamento a partir deste mês e expandirá o atual Portal de Venda de Imóveis da União: https://imoveis.economia.gov.br/  ao permitir a unificação das ofertas da União, dos Estados e dos municípios.

Pessoas físicas e jurídicas que possuem conta de login no Portal Gov.br: https://contas.acesso.gov.br/  poderão visualizar os imóveis e participar das licitações. Pela plataforma, será possível realizar a visualização  das propriedades, publicidade dos editais, recebimento das propostas e declaração do vencedor na sessão pública.

Com o novo sistema, os interessados não precisarão deslocar-se a outra cidade para participar dos leilões, visto que todas etapas da concorrência pública serão de forma digital. Imóveis que pertencem a fundações, autarquias e empresas estatais estarão disponíveis para compra.

O sistema foi desenvolvido pelo Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados) em parceria com a Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União do Ministério da Economia.

Segundo os desenvolvedores, a ferramenta aumentará a concorrência nos lances, pois concentra os bens de todos os entes em um único ambiente e, assim, aumenta a visibilidade das licitações.

META

A venda dos ativos é uma das prioridades da equipe econômica. A meta da SPU (Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União) é monetizar R$ 110 bilhões em imóveis da União até 2022. O valor das vendas, se concretizado, ficará longe da meta estipulada pelo ministro Paulo Guedes no início do governo Bolsonaro, de R$ 1 trilhão.