O governo de São Paulo antecipou em 15 dias a vacinação de toda a população adulta do Estado. Segundo o anúncio a expectativa é que todas as pessoas maiores de 18 anos tenham tomado a 1ª dose da vacina contra a covid-19 até o dia 18 de outubro.

“Todos os grupos de pessoas por idade, sem comorbidades, serão vacinados com 15 dias de antecedência em relação ao calendário apresentado anteriormente“, anunciou o governador João Doria (PSDB).

A promessa anterior era que a população estaria vacinada até 31 de outubro.

O governador também anunciou que a fase de transição do Plano SP será prorrogada mais uma vez. Agora, as medidas restritivas valerão até o fim do mês, em 30 de junho.

A fase de transição deveria terminar em 14 de junho. Esse período transitório está em vigor desde 18 de abril. Originalmente, deveria terminar em 30 de abril, mas o governo fez sucessivas prorrogações. O toque de recolher continua em vigor, das 21h às 5h.

“Devido aos aumentos no índice da pandemia, o Centro de Contingência recomendou prorrogar por mais duas semanas a atual fase de transição do Plano SP“, disse Doria.

Segundo o Centro de Contingência, a situação é preocupante. Cidades com mais de 90% de ocupação de leitos serão recomendadas a limitar o horário de funcionamento de comércios e serviços.

Segundo os dados do Estado apresentados até às 13h30, foram registrados 3.382.448 casos de covid-19 e 155.960 mortes pela doença. São Paulo tem 82,1% dos leitos de UTI (unidade de terapia intensiva) ocupados. São 11.189 pessoas internadas em UTIs no Estado.

VACINAÇÃO POR GRUPOS

Também foi anunciado que pessoas com deficiência sem o BPC (Benefício de Prestação Continuada) começarão a ser vacinadas na 5ª feira (10.jun). Grávidas e puérperas também vão começar a ser vacinadas na mesma data.

Os profissionais da educação tiveram a vacinação antecipada também. A campanha para o grupo começa na 6ª feira (11.jun). O calendário para os profissionais de educação entre 18 e 44 anos foi antecipado em 40 dias.